A Promessa de Descentralização e Empoderamento da ‘Web 3.0’

Web 3.0 é o que Sir Tim Berners-Lee e o W3C, apoiados por empresas como o Google, querem que o futuro seja.

Imagem: Pexels.com

Alguma definição

Segundo a Forbes

…é um desafio definir precisamente a Web 3.0. Para desenvolvedores e entusiastas de criptomoedas, a Web 3.0 incorpora as tecnologias e conceitos que estão no centro das criptomoedas: descentralização, economia baseada em tokens e blockchain.

A descentralização significa que os usuários podem realizar transações ponto a ponto, eliminando intermediários e removendo o poder das entidades controladoras. Há um maior foco na privacidade, transparência e poder do usuário.

Aqui é onde a tecnologia blockchain e a criptomoeda entram na equação. As criptomoedas e a economia de tokens facilitam esse modelo de descentralização, permitindo que as informações sejam armazenadas em um livro-razão distribuído fora do âmbito de qualquer entidade controladora.

Um cheiro de peixe no ar

O fato de o Google – o maior centralizador do mundo, que sempre esteve a dirigir as coisas nas versões anteriores da Web – participar dos grupos de trabalho da Web 3.0, já levanta suspeitas desconfortáveis quanto à sua influência nesse processo.

A expressão Web 3.0 foi supostamente cunhada há quase uma década por um dos gurus da blockchain, e está cheia de exageros e mistificações, como tudo nestes tempos correntes. Todos nós já deveríamos saber que blockchain é um desastre e criptomoedas/cripto-tokens estão rapidamente se tornando “más notícias” até no mercado de camisetas de segunda mão.

Infelizmente, assim como nos primeiros dias de Blockchain e Bitcoin, os jornalistas – que geralmente sabem pouco ou nada de computação ou criptografia – estão viajando na ‘vibe‘ de gente de fala mansa e sorrisos sedutores, a malhar na Internet uma utopia futura que levará todas as pessoas ao nirvana.

Nos encontros que tenho na vida diária, eu percebo que meus comentários sobre certos vigaristas e embusteiros da Web 3.0 não são muito populares em certos círculos. Em minha defesa digo que meus pontos de vista não são únicos e são compartilhados uma legião de gurus igualmente sorridentes a dizer isso a um grande público nos tubes da vida.

Nem todos serão permitidos entrar na utopia

A razão é que somos todos basicamente preguiçosos e não queremos assumir responsabilidades.

Como em todo empreendimento ocidental moderno, não importa o que seja, se houver o mais leve odor de status, dinheiro ou poder no ar ao redor, toda uma uma hierarquia de controle espontaneamente se desenvolve, com poder, dinheiro e status sendo acumulados no topo, sugados daqueles na base.

Quando você olha para a Web 1.0 no século passado, os sites eram estáticos e descentralizados, mas impossíveis de encontrar, exceto por acaso. Surgiu então a ideia da indexação e duas coisas aconteceram:

  • as coisas tenderam a se centralizar.
  • os primeiros a comercializar dominaram o mercado.

No início dos anos 2000 a Web 2.0 trouxe outro enfoque. Os usuários se tornaram consumidores insaciáveis, embora ainda criassem algum conteúdo. Os novos comportamentos tiveram o efeito colateral de propiciar uma cultura de roubo maciço de informações pessoais e propaganda enganosa cada vez mais agressiva. As estruturas de poder e controle social ganharam uma dimensão e uma centralização cada vez maiores, à medida que as “mídias sociais” apareciam. O preço que pagamos no final foi a fratura da sociedade e o alastramento da ignorância e superstição.

R.I.P.

A Web 2.0 agora está morrendo, pois a propaganda enganosa não está mais a gerar lucro suficiente no ambiente de extrema ganância; ela não está trazendo as recompensas prometidas e os investidores, depois de mais de uma década, ainda não estão vendo nenhum dinheiro real retornando. Sua riqueza foi tomada e embolsada por muitos.

Assim, algum tipo de Web 3.0 aparecerá. Queremos que ela seja utópica e igualitária, mas os donos do poder conhecem nossa índole. Eles sabem que não estamos preparados para assumir a responsabilidade para que o sistema seja mesmo igualitário.

Portanto, espere muitos golpistas criando novas bolhas para os investidores despejarem dinheiro como em um ralo no oceano. Ao mesmo tempo, espere um novo tipo de agregação de dados e controle social mais profundo e pirâmides ainda maiores de status, poder e dinheiro.


Adendo – “Xxxxx é o ópio do Povo.”

Em seu tempo, esse dito [de Karl Marx, sorry] era verdadeiro até certo ponto, mas ele adquiriu muitos outros sentidos desde então. Um deles – mais ou menos uma década atrás – é “Reality TV é o ópio do Povo”. Mais recentemente, e com mais verdade, “Rede Social é o ópio do Povo”.

Observar as redes sociais hoje nos dá uma pista de como será a Web 3.0 se aqueles no topo da hierarquia tiverem carta branca para fazer o que querem. Ela será projetada nas melhores tradições orwellianas para nos transformar não em escravos espancados, mas algo pior: servos estúpidos completamente controlados.

Aqueles que constroem essas hierarquias – oligarquias tecnológicas como Google, Apple, Amazon – não querem que você tenha bens; tudo será para alugar [você já deve ter percebido que não tem controle total sobre certas coisas que você imagina ser de sua propriedade, ex. Smartphone]. Será então a era da economia rentista. Tudo o que você vai fazer é pagar, pagar e pagar de novo à medida que vive; um inquilino em todos os sentidos. Como você não terá ativos, a realidade da inflação será usada contra você.

O aluguel que você paga irá para o topo da pirâmide, onde será convertido em ativos que somente eles poderão possuir. Você descobrirá que, à medida que seu salário aumenta, a inflação garantirá que esse aumento não tenha nenhum efeito material em sua vida. Não importa quanto você ganhe, o aluguel sempre vai te separar do seu dinheiro. Você será deliberadamente mantido pobre e dependente, e portanto controlado. Se você tiver bens, eles serão retirados de você “por meios legais” e, se você resistir, será levado à ruína por custas judiciais ou despesas médicas.

O mundo ficará estagnado à medida que o progresso se tornar quase impossível. Esse é o sonho utópico deles, que eles tentarão de todas as formas forçar sobre nós como um pesadelo vivo, a menos que

acordemos, assumamos a responsabilidade e paremos de ir como sonâmbulos em direção à armadilha

Tem que ser você e eu, e não eles, quem deve assumir a responsabilidade pela Web 3.0.

Um comentário sobre “A Promessa de Descentralização e Empoderamento da ‘Web 3.0’

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s