O Trabalho Remoto Veio Para Ficar (e isso é bom)

Até o presente momento, o escritório do futuro se parece muito com o escritório que você deixou há muitos meses e não o vê desde então. A maioria das pessoas que conseguiram trabalhar em casa durante a pandemia não voltou para o escritório e não quer voltar até que haja vacinação em massa.

Não está claro quando, ou se algum dia – o que é precisamente o ponto deste post – os escritórios retornarão ao nível anterior de atividade. Até o último mês de março pouco menos de 15% dos trabalhadores de escritório haviam retornado à cidade de Nova York, o maior mercado de escritórios dos Estados Unidos. Nas grandes cidades daquele grande país, as taxas de ocupação de prédios comerciais estão oscilando em torno de 25% em média, já que muitos trabalhadores permanecem presos no limbo. Ainda não é seguro retornar à capacidade total e não está claro se escritórios operando em capacidade parcial são uma solução melhor do que pessoas trabalhando em casa.

O aluguel de imóveis também diminuiu rapidamente, já que os trabalhadores administrativos / criativos passaram a trabalhar em suas salas de estar, varandas e dormitórios. Os Leviatãs da tecnologia, como Facebook e Microsoft estão oferecendo aos funcionários a oportunidade de trabalhar remotamente para sempre. Enquanto isso, empresas com menos experiência digital estão avaliando o futuro de seus imóveis e a localização de seus funcionários.

Todo o panorama do trabalho de escritório mudou, mas os próprios espaços físicos de trabalho ainda precisam mudar muito. A planta aberta ainda predomina na paisagem do escritório, e robôs exterminadores de germes ainda pertencem aos sonhos dos bloguistas tecno-científicos. Em vez disso, para estimular a volta dos trabalhadores aos escritórios, muitos empregadores adotaram uma série de pequenas precauções para torná-los mais seguros – ou para dar a aparência de segurança – mas a maioria adiou grandes e dispendiosas alterações em suas instalações até que haja mais certeza sobre a questão da imunização, o que em última análise irá definir o futuro do escritório como o conhecemos. Podemos dizer que, se depender do estudo da Universidade de Chicago do qual traduzimos o resumo abaixo, esse futuro nunca esteve tão ameaçado.

* * *

Por Que Trabalhar em Casa Vai Pegar

Jose Maria Barrero, Nicholas Bloom, Steven J. Davis

Resumo

A COVID-19 levou a um experimento social em massa sobre trabalhar em casa (TEC). Pesquisamos mais de 30.000 americanos nas várias ondas da doença, para investigar se o TEC vai durar e por quê. Nossos dados dizem que, após o fim da pandemia, 20% dos dias de trabalho completos serão executados de casa, em comparação com apenas 5% antes. Desenvolvemos evidências sobre cinco razões para esta grande mudança: experiências de home office melhores do que a esperada; novos investimentos em capital físico e humano que permitem o trabalho em casa; estigma muito reduzido associado ao trabalho em casa; preocupações persistentes sobre multidões e riscos de contágio e um surto de inovações tecnológicas possibilitadas pela pandemia que agora suportam o home office.

Também usamos os dados da nossa pesquisa para projetar três consequências: Primeiro, os funcionários desfrutarão de grandes benefícios com mais trabalho remoto, especialmente aqueles com rendimentos mais altos. Em segundo lugar, a mudança para TEC reduzirá diretamente os gastos nos grandes centros das cidades em pelo menos 5 a 10% em relação à situação pré-pandêmica. Terceiro, nossos dados sobre o planejamento do empregador e a produtividade relativa do trabalho em casa implicam em um aumento de 5% na produtividade na economia pós-pandemia devido a re-arranjos otimizados de trabalho. Apenas um quinto desse ganho de produtividade vai aparecer nas métricas de produtividade convencionais, porque elas não capturam a economia de tempo possibilitada por menos deslocamento físico.

Na íntegra em bfi.uchicago.edu, incorporada abaixo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s