Rolling Stones: os Primeiros Streamers

Não é grande coisa hoje em dia, mas em 1994 era ENORME! Nesse dia, em 1994, quando a internet ainda estava engatinhando, os Rolling Stones se tornaram uma das primeiras bandas a transmitir um de seus shows pela “rede mundial de computadores”.

A banda em um show não identificado – Imagem: Dallas Morning News (Fair Use)

Os Stones transmitiram pela web 20 minutos de sua apresentação no Cotton Bowl em Dallas (em sua turnê Voodoo Lounge) usando o sistema o Multicast BackBone [MBone]. Em universidades e laboratórios de pesquisa com conexões MBone, os fãs se aglomeraram em torno das telas dos computadores para assistir ao vídeo de varredura lenta. As críticas decididamente não foram entusiásticas devido à baixa qualidade da imagem.

Os Stones tocaram “Not Fade Away”, “Tumbling Dice”, “You Got Me Rocking”, “Shattered” e “Rocks Off”. No meio do set, Mick Jagger anunciou ao vivo para os fãs em Dallas e aqueles conectados virtualmente através do backbone multicast (MBone):

“Eu quero dar as boas-vindas a todos que subiram na internet esta noite e entraram no MBone. Espero que ele não caia”

Desde então, o mundo do streaming de vídeo sofreu muitas mudanças. Na década de 1990, enquanto a indústria lutava com desafios técnicos de tráfego de vídeo multicast, os protocolos de download HTTP e streaming com estado [stateful] começaram a ocupar o centro do palco. Em 1996, Netscape, RealNetworks, Borland, NeXT e 36 outras empresas deram seu peso ao Real Time Streaming Protocol (RTSP).

Em 2002, a Macromedia lançou o Flash Communication Server MX 1.0 com suporte para o que se tornaria o protocolo mais amplamente adotado para streaming orientado a conexão, o Real Time Messaging Protocol (RTMP). E em 2005, o YouTube foi lançado, lembrando aos usuários da internet que, pelo menos para vídeos curtos, o download progressivo por HTTP ainda era uma opção muito viável.

Então, em 2008, a Microsoft introduziu o Smooth Streaming, uma abordagem híbrida para transmissão de vídeo que oferecia protocolos de streaming personalizados, aproveitando-se do protocolo HTTP e da infraestrutura de rede existente. Em agosto do mesmo ano, a Microsoft e a NBC usaram o Smooth Streaming para transmitir ao vivo cada minuto de cada evento dos Jogos Olímpicos de Pequim para mais de 50 milhões de telespectadores em todo o mundo. Em um único evento, o “Modern Streaming” provou que a Internet era capaz de produzir vídeos escalonáveis, confiáveis ​​e com qualidade de transmissão.

Nos anos que se seguiram, o Modern Streaming rapidamente ganhou impulso, com a Apple introduzindo o HTTP Live Streaming (HLS), a Adobe lançando o HTTP Dynamic Streaming (HDS) e as principais empresas de mídia e streaming colaborando no MPEG-DASH. As inovações em Smooth Streaming, HLS, HDS e DASH geraram um ressurgimento na transmissão de vídeo baseada em HTTP e hoje estão remodelando a forma como as empresas e universidades transmitem conteúdo de mídia em suas redes.


Descanse em paz, Charlie Watts, baterista de Jazz, Rock’n’roller e Gentleman. 1941-2021 – Imagem: Rolling Stones – divulgação

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s